Não tem colheita onde não há cultivo


Vou te contar uma história, que talvez seja a sua. Senta aí! Você nasceu com uma semente na cabeça, assim como todas as outras crianças. Essa semente foi regada e estimulada durante uma parte da sua infância, fazendo nascer uma plantinha bonita e forte, chamada criatividade. Até que, com o passar do tempo, a escola, o medo, o julgamento, a razão, algumas pessoas e situações começaram a podar essa planta da sua cabeça sem nem perguntarem se podia, se você queria. Uma prática entre todos da vizinhança. A partir daqui, você começou a acreditar que não era mais uma pessoa criativa. Cresceu e disse milhares de vezes pra si mesmo e para os outros: “Eu não sou uma pessoa criativa. Não tenho esse dom. Não sou boa com as mãos. Não sei fazer nem boneco palito.”

Apesar de admirar muito as profissões criativas, você foi trabalhar com alguma coisa em que, segundo acredita, não precisa de criatividade. Algo que você não ama, mas satisfaz a existência. Algo que você até gosta, mas vai gostar mais ainda quando puder se aposentar pra poder finalmente se dedicar a regar sua sementinha da criatividade que ficou guardada em algum lugar do jardim de sua cabeça.

Te ensinaram que só depois de conquistar tudo que se precisa (e o que não precisa) pra sobreviver, é permitido viver. Ensinaram que ter criatividade é uma coisa pra poucos, quase divinos. Que arte é algo distante, difícil, inacessível. Mas você, no fundo no fundo, sabe como é ter a criatividade por perto porque você nasceu com ela. Você sente saudade dela...

Essa é sua história? Xô te dizer... Criatividade não cresce onde não há estímulo, prática, rega, esteja você onde estiver. Não existe colheita sem um terreno fértil, sem permissão. Enquanto você rejeitar a ideia de cuidar e investir na sua criatividade porque acredita que não é capaz, que não é prioridade, que não é pra você, a dos outros sempre será mais forte e bonita.

Vamo botar as lâmpadas aí para acenderem?

0 visualização

Assine para receber atualizações dos designs

  • Instagram
Arte, criatividade e textões | murais | colagens | ilustrações | Salvador