Trabalhar com o que ama não é fofo



Carregar nas mãos a capacidade de causar sentimentos bons é uma honra. Tenho olhado e cuidado com muito carinho o meu sonho, que se tornou minha profissão, que por sua vez, se tornou o meu projeto de vida. Eis aqui, outra honra: poder viver e fazer o que amo como plano A. Um dos meus maiores desafios é fazer com que as pessoas creditem esse sonho como válido e digno de seriedade. A reação que mais ouço quando me apresento como artista é "que fofa!". Gosto de ser fofa, obrigada, mas não é o que mais gosto de ouvir quando tô falando daquilo que levo mais a sério na vida. Talvez me achem fofa, primeiro, porque sou mulher (homens artistas são levados mais a sério, isso é um fato), e segundo porque quando falo do que faço, falo com brilho nos olhos e sorrindo. Sim, isso é fofo. É lindo ver gente que ama o que faz falando do que faz, porque faz, como faz. Mas também é linda pra caramba a seriedade com que levam suas missões, seus propósitos e seus problemas, e essa é a parte difícil de ver. Outro dia fui digitar "work" nos GIFs dos stories do Instagram, atrás de uma representação feliz e percebi que a grande maioria deles retratam o trabalho como algo chato. Tem um que inclusive tem a seguinte tradução: "estressada, deprimida, mas ainda bem vestida". Deixa eu te falar um segredo: não precisa ser assim pra dar certo, viu? Inclusive, se for assim, já deu errado. Seriedade não tem nenhuma dependência de estresse e depressão. E se o que importa é somente sua roupa, isso já deixou de ser sério pra se tornar algo preocupante, miga...

Então vamos recomeçar: da próxima vez que eu ou qualquer outra mulher for se apresentar pra você como artista, sua reação será como seria com um homem em qualquer outra profissão (nunca falei tão sério) - e dificilmente seria "que fofo"! Pergunte o que ela faz, como faz, onde pode ver o trabalho dela, peça um cartão de visita, fale sobre dinheiro, negócios, planos, futuro, oportunidades. Se depois de ver o trabalho dela, você achar fofo, pode falar também. Mas antes, ouça com atenção a seriedade contida no olhar brilhante e no sorriso de quem trabalha com amor.

4 visualizações
Arte, criatividade e textões | murais | colagens | ilustrações | Salvador
todos os direitos reservados | por juliana pina | cnpj: 26.390.809/0001-60